Opinião




RUBENS ALVES DA SILVA, Professor; Jornalista; Escritor; Poeta; Diretor do Jornal Opinião de Santana; Representante Territorial de Cultura no Território Bacia do Rio Corrente; Cronista; Contista; Promotor de eventos culturais; Blogueiro; Assessor cultural e palestrante. 





EDITORIAIS DO JORNAL OPINIÃO

02/01/2017

RENOVANDO ESPERANÇAS

Depois de quatro anos de uma administração, sem novidades, feita pelo seu antecessor, Dr. Wilson, toma posse enfim, o candidato ovacionado e aplaudido em todos os eventos sociais e campanhas de que tomou parte, eleito com 3.440 votos de frente, Marco Aurélio dos Santos Cardoso. Nele, o mesmo povo sofrido, esperançoso, que teve seus anseios, sonhos e esperanças satisfeitas, em parte, durante os oito anos de seus dois mandatos anteriores, acredita que vai enfim, ter os serviços municipais a que tem direito, novamente satisfeitos, pelo menos por mais quatro anos. Isso se os adversários, implacáveis, e movidos pela inveja e ciúmes, aliados ao caos político, administrativo e social do país, permitirem, pois já se desenham procedimentos judiciais e outras artimanhas com o objetivo de atrapalhar a sua administração, coisa normal no nosso país.
Nas solenidades de posse de ontem, primeiro de janeiro, apesar do número inexpressivo de eleitores, ficou demonstrado, mais uma vez, como nas manifestações de campanha, que o seu mandato, será apoiado e impulsionado pelos governos do estado e federal, por interseção de alguns deputados presentes e que tiveram votação expressiva em Santana, pelo menos foi o discurso dominante nas cerimônias de posse.
Marcão, como é conhecido e chamado pelo povo de Santana e por todos que o conhecem, é um político singular, durante o recesso entre os dois primeiros mandatos e o atual, soube preparar-se e buscar os instrumentos necessários para reformular seus procedimentos, habilitar-se para novos desafios e ampliar sua capacidade administrativa, sem esquecer de trazer novos benefícios para o município. Exerceu vários cargos no estado da Bahia, convidado pelos governadores Jaques Wagner e Rui Costa, como chefe de gabinete da Bahia Pesca e coordenador da CAR, entre outros. Tudo isso o credencia a ser o melhor prefeito da região do Território da Bacia do Rio Corrente.
Renovam-se, portanto, as esperanças de que Santana enfim, está novamente nos trilhos do progresso e do desenvolvimento econômico, social e político. É o que desejamos e torcemos que aconteça nos próximos quatro anos.

***